segunda-feira, 4 de maio de 2009

Dieta para prevenir Pedra nos Rins, Cálculo Renal


Até completar 70 anos, 10 a 15% das pessoas apresentarão uma crise de cólica renal causada pela presença de cálculos nas vias urinárias (rim - ureter -bexiga - uretra) ("pedra no rim"). Duas vezes mais frequente em homens que em mulheres, os cálculos renais são formados na maioria das vezes por sais de cálcio (80%). Para quem já apresentou uma crise de cólica renal existe um risco de 50% de experimentar um novo quadro de dor em 5 anos.

Como estes cálculos são formados principalmente pelo aumento da excreção de cálcio pelo rim, evitar o aumento da concentração de cálcio na urina é uma forma eficaz de prevenir novos episódios de cólica renal. Inicialmente deve-se ser feita uma investigação laboratorial das causas endocrinológicas, metabólicas, urológicas e renais responsáveis pela formação de cálculos (estudo do cálculo quando possível, exames de urina, sangue e avaliação da anatomia das vias urinárias com exames de imagem e etc).

Naqueles pacientes que apresentam apenas uma perda de cálcio aumentada na urina (hipercalciúria), sem associação com outras doenças, medidas dietéticas são extremamente eficazes em reduzir o risco de terem novos quadros de cólica renal (de 50% para 20% em 5 anos). Ao contrário do que se pode imaginar, não é recomendado a diminuição do cálcio da dieta. Ao diminuir o cálcio da dieta eleva-se o risco de osteoporose além de aumentar a absorção de oxalatos, outro componente responsável pela formação de cálculos renais.

Segue-se abaixo as recomendações nutricionais para a prevenção de cálculos renais:

  • Aumentar a ingestão de líquidos: 2 litros em dias normais e 3 litros em dias quentes (pode ser água, sucos ou chá de ervas ou de frutas) para deixar a urina menos concentrada dificultar a formação de novos cálculos.

  • Comer com pouco sal. A redução do sal da dieta leva a uma menor perda de cálcio na urina

  • Limitar a ingestão de proteína (<1>

  • Manter uma ingestão normal de cálcio (800 a 1000mg/dia)

22 comentários:

  1. CHEGA DE DOR E SOFRIMENTO! Ninguém merece essas malditas pedras nos rins!!!! Sou um formador de cálculos renais e sofri mais de 04 anos com o problema. Os médicos me diziam que não havia como dissolver minhas pedras e toda vez era um parto para eliminá-las. A mais ou menos uns 6 meses fui a um terapeuta naturólogo, que me recomendou um suplemento chamado NQI e o produto não só dissolveu minhas pedras, como ainda está servindo para prevenção na formação de novas. Eu recomendo a todos o terapeuta que me resolveu o problema, chama-se Professor Simeão Lopes Vieira (CRT-24536-SP / CNT-11076-SP). Podem confiar que o cara é mestre mesmo. Se você está sofrendo com pedra nos rins como eu sofria e já foi em um monte de médicos e eles só te enrrolam ou te fazem sofrer mais, procure um terapeuta e experimente o NQI. O NQI resolve mesmo. Chega de médico sem vergonha nesse país! Alessandro.

    ResponderExcluir
  2. porque a biles na vesícula se transforma em pedras ?

    ResponderExcluir
  3. Acabei de sair de uma cirurgia no rim direito, e o médico retirou sete pedras, sendo que a maior tinha 2,6 cm (do tamanho de uma pequena azeitona). Após a cirurgia houve uma complicação, pois o canal onde a pedra maior estava localizada fechou (a retirada magoou internamente o local) e não eliminava a urina. A urina saia por um dreno na lateral da barriga; fiquei uns 13 dias com uma bolsa, para captar a urina; algumas vezes senti muitas dores, visto que o dreno fechava e a urina não tinha por onde sair, ausando uma pressão interna; era uma dor muito forte.
    Então retornei ao médico, que realizou novo procedimento, com anestesia geral, para a colocação de um dreno, entre o rim e a ureter. Tive alta hoje, e está tudo bem; daqui há duas senanas volto ao médico para a retirada do dreno.

    Agora estou procurando uma dieta para tratar esse problema, que é sério.

    ResponderExcluir
  4. nao tenho dinheiro para ir ao medico fazer algo tipo cirurgia , preciso que alguem fala sobre algum remedio q deu resultado, me ajude por favor , nao aguento mais essas dores .email kedlovebk@hotmail.com

    ResponderExcluir
  5. amigo e teus calculos são pequenos, tive consultando com um homeopata, e ele me recomendou uma erva chamada BARDANA, que disolve o calculo em 72 horas, é so tomar o chá sob fusão antes d cafe e antes de dormir, coloca duas colheres de chá em uma chicara de cafe com agua quente de deixa durante 10 minutos, depois cua e toma, é tiro e queda.

    ResponderExcluir
  6. Caro Alessandro!!
    Tenho um problema muito sério com cálculos renais, onde já experimentei até remédios da Alemanha, porém com resultados insatisfatórios. Você postou sobre o tratamento do Prof. Simeão Lopes Vieira, como eu faço para chegar até ele,o fone ou endereço ou onde posso encontrar o tal do suplemento NQI. Se você puder me ajudar, eu agradeceria muito e também alguns amigos com o mesmo problema.
    Grato
    Humberto
    humberto_cavani@hotmail.com

    ResponderExcluir
  7. Caro Alessandro!!
    Tenho um problema muito sério com cálculos renais, onde já experimentei vários remédios, porém com resultados insatisfatórios. Você postou sobre o tratamento do Prof. Simeão Lopes Vieira, como eu faço para chegar até ele,o fone ou endereço ou onde posso encontrar o tal do suplemento NQI. Se você puder me ajudar, eu agradeceria muito e também alguns amigos com o mesmo problema.
    Grato

    Ryan
    ryan.colen@bol.com.br

    ResponderExcluir
  8. Eu tenho cálculos renais e acabei de adquirir o suplemento NQI, li depoimentos bastantes positivos sobre o produto e decidi experimentar.

    Indormações sobre produto você encontra na website da Gauer do Brasil:
    http://www.acasadonqi.com.br/

    E a compra pode ser efetuada através da Suplemento Store: Promoção 2 frascos com 100 capsulas cada - R$ 148,00


    www.suplementostore.com.br





    Equipe de Vendas
    vendas@suplementostore.com.br



    Equipe de Atendimento
    atendimento@suplementostore.com.br

    Equipe de Marketing
    marketing@suplementostore.com.br

    SAC (Dúvidas/Sugestões/Reclamações)
    sac@suplementostore.com.br

    Diretor
    administrador@suplementostore.com.br

    Telefone/Fax: (41) 3081-5238
    (Atendimento telefônico - De 2ª à 6ª, das 09h00 às 17h00)

    Endereço:
    Rua Doutor Claudino dos Santos, 750 Cj.302
    São José dos Pinhais - Paraná - Brasil

    CEP 83005-180


    Um abraço,

    MARCELO SOUZA (msouza16@hotmail.com)

    ResponderExcluir
  9. Conheço e recomendo o NQI. Hoje tomo o suplemento apenas como prevenção a novas pedras. Para mim dissolveu mesmo.

    ResponderExcluir
  10. Também conheço e recomendo o NQI. O produto é meio carinho, mas muito bom. Me livrou de enfrentar uma litotripsia.

    ResponderExcluir
  11. varios comentarios legais para eu conhecer este problema que estou enfrentando, ma como devo acreditar em comentarios, gostaria de ter mais informacões de especialistas nesta area . grato

    ResponderExcluir
  12. eu sempre tive pedra no rim,mas agora nos últimos meses tive que colocar catéter duas vezes no ano...
    portanto tive infecção no rim as duas vezes.
    eu gostaria de saber como faço para nunca mais ter infecção no rim?

    ResponderExcluir
  13. bando de idiotas o nqi é engodo uma verdadeira pilula de farinha!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gilson Carlos dos Santos9 de dezembro de 2012 02:50

      Anônimos não merecem créditos, só merece credibilidade quem tem nome.Estamos falando de algo sério, onde muitas pessoas já sofreram e sofrem com dores terríveis. Se você tem comprovação da ineficácia deste suplemento solicitamos que mostre.

      Excluir
  14. Porque o moderador deste blog permite comentários que não acrescentam nada para as pessoas. Um usuário anônimo entra para criticar um produto que está registrado na ANVISA dizendo se tratar de farinha e ainda chama todo mundo de idiota. Além de mal intensionado ainda é mal educado. Já andei pesquisando por toda a internet sobre esse produto e encontrei inúmeros relatos positivos, além de sites especializados no assunto que tem até médicos comentando. Ontem liguei para a ANVISA e confirmei a veracidade do registro. Estou cansado de sofrer com esta pedra que está a mais de 2 meses me incomodando e que os médicos só dizem para beber muita água. Vou experimentar o nqi e volto neste mesmo blog para postar o resultado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E aí Stefan, como foi? Comprei NQI mas me preocupa que no rótulo nada êm sobre pedras renais.
      Tibor

      Excluir
  15. Luís Felipe Tavares12 de fevereiro de 2011 15:14

    No ano passado, alguns dias antes de viajar a negócios para o Exterior, senti um grande desconforto na hora de urinar. Achei melhor consultar um médico. Marquei uma consulta na clínica do urologista Nelson Forjaz. Durante o exame, feito pelo médico Marcelo Pitelli, tive diagnóstico de infecção urinária. Uma ultra-sonografia também mostrou uma pedra no rim esquerdo. Pitelli recomendou a extração imediata da pedra. Afirmou que ela tinha mais de seis milímetros e poderia provocar complicações. Deixei o procedimento agendado e, no dia seguinte à minha volta ao Brasil, fui submetido à LITOTRIPSIA. Fiquei tranquilo, afinal diziam ser um procedimento totalmente seguro. No dia 4 de janeiro, cheguei cedo ao Hospital Oswaldo Cruz, em São Paulo. Preenchi o formulário de internação e fui para a sala de litotripsia. O procedimento foi realizado pelo urologista Reinaldo Uemoto. No caminho de casa, senti dores muito fortes. Pensei que fosse a pedra se movendo e que ela sairia assim que eu urinasse. O mal-estar continuou e precisei me deitar. Como a dor aumentava, liguei para Uemoto. Duas horas depois, ele ligou de volta e pediu que eu fosse para o pronto-socorro do hospital. Quando cheguei ao atendimento de emergência, tinha vomitado muito e sentia falta de ar. Fiquei deitado em uma maca e recebi remédios na veia para aliviar a dor, a essa altura indescritível. No meio da crise, pedi à minha secretária para localizar o urologista Forjaz. Ele atendeu o celular, mas disse que estava na Paraíba e nem sequer me perguntou como eu estava. Por volta das 20 horas, fui levado para um quarto. A dor continuava forte. Mais tarde, fui submetido a uma ultra-sonografia. Era evidente que havia algo errado. Quando perguntei de novo aos profissionais que me atendiam qual era o problema, disseram-me que a dor forte podia ser causada por um pequeno sangramento. Mais tarde fiquei sabendo que tive uma hemorragia interna que consumiu dois terços do meu sangue. Dr. Pitelli então me informou que eu tinha assinado um papel no qual se dizia que esse tipo de procedimento pode dar algum problema. À noite, Dr. Pitelli disse que eu havia perdido muito sangue e precisaria de uma transfusão. No total, tomei três bolsas de sangue. Passado o trauma inicial da dor, perguntei o que estava acontecendo. Pitelli respondeu que estava corrigindo o sangramento e que até sexta-feira 7 eu iria para casa. Fui ao hospital para ficar duas horas e já estava lá há quatro dias. Tive hemorragia, crise hipertensiva e sentia-me muito fraco. Tomei bolsas de sangue e diurético, sem saber por quê. No sábado, o médico disse que a alta seria no domingo. Já não acreditava mais neles. Fizeram outra tomografia, mas não fui informado do resultado. Mais tarde, Pitelli veio ao meu quarto dizer que o hematoma havia regredido, mas ele não sabia informar quanto. Disse ainda que eu ficaria mais um dia no hospital. A essa altura, eu sairia na segunda-feira. No domingo, minha pressão continuava alta. Foi então que o meu médico, Dino Altmann, chegou de viagem e foi me visitar. Mostrei a ele os resultados das tomografias. Ele sugeriu minha transferência para o Hospital Israelita Albert Einstein, onde trabalha. Lá, fui atendido por um cardiologista e fiquei sabendo que ficaria ali mais cinco dias até me recuperar, com medicamentos e fisioterapia pulmonar, por causa de problemas respiratórios causados pela hemorragia interna. Durante uma nova ultra-sonografia, perguntei ao médico como estava a minha situação. Ele me disse que o hematoma regredira. E que eu tinha agora duas pedras no rim. A litotripsia tinha dividido o cálculo, que continuava lá.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também tenho sofrido com pedras nos rins desde a adolescencia.Estou investigando a paratireóide que pode ser a causadora da quantidade de cálculos que formo nos dois rins.
      Tive uma infecção causada por uma pedra que arranhou o meu rim. Fui ao hospital com tremores achando que era virose e sai 15 dias depois, era infecção renal.
      Esse blog precisava de um mediador médico porque quem tem pedra toma até aguá podre se alguém falar que é bom.

      Excluir
  16. Tenho problemas de rins a 6 anos, ja tive 3 calculos renais, e quando eu sentia que eles estavam descendo eu substituia a minha agua por ( Chá de panaceia ) em media 3 dias para o calculo descer... sente-se uma dorzinha e tal.. mas qdo a dor ta vindo tomo Buscopam composto 2 a 3 x por dia... chá de panaceia, comigo funciona, tenho um pé dessa planta la em casa.
    Modo de praparo do chá
    * pegue 3 ou 4 folhas ( elas são grandes em media 25 x 15cm )
    *coloque-as em uma forma de bolo ou similar.
    *esquente uns 500ml de agua.
    * jogue em cima das folhas e tampe.
    * depois coê, ( com cuador desses de café, pois a folha tem uns cabelinhos )
    * adicione mais 1,5L de agua, totalizando 2lts de chá.
    * beba sempre que puder..

    Pronto.. ta ai minha dica.. abraços... qualquer duvida reuryky@gmail.com

    ResponderExcluir
  17. Acabei de sair do hospital onde fui internada com dores fortes provenientes da presença de calculo renal. Já fui ineternada mais de quatro vezes por esse motivo. Fiquei animada em achar esse blog com dicas de tratamento aternativo para esse problema que definitivamente nos aflige.Vou experimentar tanto o NQI como os chás. Cacau

    ResponderExcluir
  18. Estou enfrentando pequenas dores e irei comprar o NQI para verificar melhora. Não consultei o médico ainda, mas devido aos sintomas e meu histórico de refrigerantes e excesso de cálcio deduzo que sejam cálculos, começarei os testes com o NQI para verificar, caso haja reincidência de problemas eu notifico.

    ResponderExcluir